Clínica de Cirurgia Plástica Alfredo Duarte

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Blefaroplastia

Blefaroplastia | Cirurgia Plástica das Pálpebras

E-mail Imprimir PDF

 

As pálpebras são usualmente a primeira região da face a manifestar as marcas da idade. As rugas e as  bolsas de gordura podem aparecer a qualquer tempo causando contraste da parte superior da face com o restante do rosto. Todos nós queremos nos sentir jovens e bonitos, pois acreditamos que ter uma boa aparência é importante para nossa vida social, familiar e profissional.

 

Qual  o objetivo da Blefaroplastia ?

O rejuvenescimento é a principal meta desta cirurgia, que propõem resgatar o brilho dos olhos e suavizar a expressão facial restabelecendo a forma e a harmonia. Além do aperfeiçoamento estético, em muitos pacientes buscamos melhorar a função visual e palpebral, pois são comuns as alterações do campo visual e disfunções palpebrais.

 

O que fazem as pacientes buscar a cirurgia das pálpebras?

Os principais motivos que levam à cirurgia das pálpebras são o envelhecimento e as características pessoais que causam desarmonia facial e por conseqüência o descontentamento do paciente. Inúmeras são as expressões  que justificam esta insatisfação : “peso nos olhos”, “olhar triste”, ”olhos sonolentos”,  “olhar cansado” “olheiras”, “olhos esbugalhados”, “bolsas palpebrais ”,etc.

 

Qual a melhor idade para operar?

Não há idade mais apropriada para operar as pálpebras. A existência de características natas ou adquiridas que desagradem à paciente já justifica a indicação cirúrgica. É natural que com o passar dos anos, as rugas e as bolsas de gordura se acentuem e façam os pacientes procurar auxílio estético.  Alguns pacientes são operados precocemente para não permitir que as marcas do tempo se evidenciem.  Outros preferem aguardar por um momento em que o conjunto facial mereça um tratamento cirúrgico mais amplo. Alguns pacientes idosos buscam a cirurgia para corrigir deficiências palpebrais (ptose, entrópio, ectrópio...) que comprometem a função visual.

 

As pálpebras superiores e inferiores podem ser operadas separadamente?

As pálpebras superiores e inferiores podem ser acometidas de forma desigual, requerendo às vezes tratamento em separado. Alguns pacientes são operados somente das pálpebras superiores, e outros apenas das inferiores. No entanto, a maioria dos pacientes solicita a cirurgia das quatro pálpebras simultaneamente.   É fundamental o exame físico e as queixas individuais para delinear a melhor cirurgia de cada caso.

 

Quais são os cuidados do pós- operatório?

É fundamental a boa higiene das regiões operadas. As mãos devem sempre ser lavadas antes de se iniciar o processo de limpeza.  A aplicação de compressa embebida em soro fisiológico ou água destilada, sempre gelada, nas primeiras 48 horas é benéfico para a coagulação, redução do edema e limpeza da pele.  Os cantos dos olhos e os bordos ciliares devem ser limpos com cotonete úmido. Ao dormir é aconselhável aplicar gel lubrificante ou pomada oftalmológica. Proteja sempre os olhos e as pálpebras do excesso de luminosidade. Nos primeiros três dias dê preferência à penumbra, não fixe por muito  tempo a visão para leitura ou  ver  televisão.  Durante o primeiro mês, faça uso de óculos escuros sempre que sair.

 

Quando poderei retornar às atividades de rotina?

Alguns pacientes por necessidade reiniciam suas atividades laboriosas precocemente no terceiro ou quarto dia de pós-operatório, o que é permitido  quando se trata  de  trabalho  em  ambiente  fechado  e  sem  esforço  físico. Enquanto isso, o edema e as equimoses regridem progressivamente tornando-se esteticamente aceitáveis ao fim da segunda semana. No entanto, há o edema residual e a cicatriz hiperemiada (avermelhada) que permanecem  por  período maior, que varia de 1 a 3 meses.  As atividades que envolvem esforço  físico  moderado  como  caminhar e correr devem ser evitadas por 15 dias.

 

A volta às academias  de  ginástica   só   será   permitida,  após   20  a   30 dias; enquanto a exposição  à  luz do sol  somente  após  30  dias  e   com  o  uso   de   protetor solar e óculos escuros. O mesmo prazo deverá ser aguardado para retornar às praias e piscinas. 

 

Planeje sua consulta

<<  Julho 2014  >>
 D  S  T  Q  Q  S  S 
    1  2  3  4  5
  6  7  8  9101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Previsão do tempo


Marque sua consulta: (21) 2568-5353 # 2569-4348